segunda-feira, 17 de janeiro de 2011






Miguel Dantas Gonçalves Pereira e sua filha Elzira Dantas Machado






Um recanto da exposição comemorativa do Centenário da Implantação da República no Arquivo Municipal de Paredes de Coura, inaugurada em 8 de Outubro de 2010






Miguel Dantas após ter enviuvado de Bernardina Gonçalves Pereira, mãe de minha Avó Elzira, regressa a Portugal em 1870. Voltou a casar com uma prima - Maria da Assunção Gonçalves Pereira, passando o novo agregado familiar a viver no Porto, na rua de Cedofeita. Foi nesta cidade que meus Avós se conheceram; Bernardino Machado "considerava o Porto terra dos seus amores" (Ver o meu blogue de 22 de Março de 2010).

Meus Avós guardaram a correspondência que trocaram durante o ano anterior ao casamento, em 19 de Janeiro de 1882, na Igreja de Cedofeita, a Avó Elzira com 16 anos e o Avô Bernardino com 30 anos de idade.

Quando Miguel Dantas regressou a Paredes de Coura ficou a viver com sua Mulher Maria da Assunção, no palacete de Mantelães.

P

Postal de Maria da Assunção Gonçalves Pereira para minha Mãe








Elzira Dantas quando casou




Uma das cartas escritas por minha Avó, com 15 anos, durante o seu noivado







A Igreja de Cedofeita onde casaram meus Avós





Os pais de minha Avó Elzira - Miguel Dantas e Bernardina Gonçalves Pereira




2 comentários:

paula disse...

Adorei, que linda carta de amor! Fiquei curiosa pela carta que o amado Bernardino enviou e que resultou nesta resposta. Giro, muito giro.
A foto da amada também é muito bonita.
Parabéns

rita disse...

é verdade! A amada era bonita!