sábado, 22 de Novembro de 2014









Inauguração do monumento a Bernardino Machado por Ramalho Eanes 
  Vila Nova de Famalicão  -  5 de Outubro de 1983
 














"A linguagem de dois   presidentes"
Dos meus recortes de jornais separei hoje o artigo de Pacheco de Andrade, do Diário de Noticias, do dia 16 de Julho de 1976, para o ler ao querido Amigo Lino, que tem sempre uma grande paciência para me aturar!...
 



 







 
 
 

segunda-feira, 17 de Novembro de 2014






Do blogue  -  dopresente  -  do Dr. Amadeu Gonçalves, com abraços apertados de gratidão

 

 

 

 

segunda-feira, 17 de Novembro de 2014


Bernardino Machado, Raúl Brandão, Ferreira Martins...



Para o Dr. Manuel Sá Marques, com o meu abraço de fraterna amizade, sempre


MACHADO, Bernardino
[Carta], La Guardia, 1933 Ago. 17, [a] Afonso Costa, [Paris]. Bernardino Machado. [4 f., 7 p.].

Dos vários assuntos que Bernardino Machado transmite a Afonso Costa nesta carta, destacam-se os seguintes, nomeadamente a referência à publicação de dois livros sobre a participação de Portugal na I Grande Guerra: tece considerações sobre a situação dos emigrados políticos portugueses em Espanha e das relações governamentais entre Espanha e Portugal, sobre a realidade política portuguesa e das relações entre os militares portugueses e os políticos republicanos. Informa Afonso Costa que Ribeiro de Carvalho esteve em Vigo. Comenta o livro do General Ferreira Martins "Portugal na Grande Guerra", acentuando as calúnias que em Portugal se tem feito contra os republicanos, como é o caso do livro de António Cabral. Comenta a publicação do livro de Raúl Brandão "Vale de Josafat: Memórias III" e diz que "é um salseiro de falsidades". Comenta as propostas de Afonso Costa para a reforma constitucional










domingo, 16 de Novembro de 2014



Philéas Lebesgue e a Grande Guerra

 

 
 


 
 
 

sábado, 15 de Novembro de 2014

Busto em Beauvais

Philéas Lebesgue


Em anteriores blogues  -  clicar aqui - referimos as relações cordiais de Lebesgue com Bernardino Machado.
 
Quando da participação de Portugal na Grande Guerra, Lebesgue escreveu um texto para a revista "Portugal na Guerra", que reproduzimos:








 

quarta-feira, 12 de Novembro de 2014









Para o Doutor João Esteves um apertado abraço de gratidão!
[Cipriano Dourado]

[Cipriano Dourado]
[Cipriano Dourado (1921-1981)]
 

 
 
 
 
 
 

terça-feira, 11 de Novembro de 2014


[0842.] MARIA FRANCISCA DANTAS MACHADO [V] // ANTÓNIO MACHADO

* PARA O DR. MANUEL SÁ MARQUES, COM UM ABRAÇO AMIGO *

* MARIA FRANCISCA DANTAS MACHADO *
[18/08/1899-12/10/1918]

[Fotografia retirada do Blogue Bernardino Machado, do Dr. Manuel Sá Marques]

* ESCRITO DO IRMÃO ANTÓNIO MACHADO, DATADO DE 25 DE OUTUBRO DE 1918 *

 [A Semeadora, N.º 36, Dezembro de 1918]


[0841.] MARIA FRANCISCA DANTAS MACHADO [IV]

* PARA O MUITO ESTIMADO AMIGO DR. MANUEL SÁ MARQUES, COM UM APERTADO ABRAÇO *

* MARIA FRANCISCA DANTAS MACHADO *
[18/08/1899-12/10/1918]


[A Semeadora, n.º 36, Dezembro de 1918]



[0840.] ARMISTÍCIO [I] // ANA DE CASTRO OSÓRIO

* O ARMISTÍCIO POR ANA DE CASTRO OSÓRIO *

- 1918 -


[A Semeadora, n.º 36, Dezembro de 1918]


terça-feira, 11 de Novembro de 2014

11 de Novembro de 1918 I Guerra Mundial O fim armistíci...







11 de Novembro de 1918 -  ARMISTÍCIO

Em anterior blogue - clicar aqui - digitalizámos as seguintes páginas do livro - "No Exílio" -  de Bernardino Machado :


 






sábado, 8 de Novembro de 2014













Encontros de Outono ajudam a construir a históriavoltar lista
07-11-2014
Académicos, investigadores e diversos especialistas nacionais vão reunir-se nos dias 28 e 29 de novembro na Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão para ajudar a construir e a compreender a história de Portugal em mais uma edição dos Encontros de Outono, uma iniciativa organizada pela Câmara Municipal através do Museu Bernardino Machado. O tema é o “Colonialismo, Guerra Colonial e Descolonização – dos fins do século XIX ao último quartel do século XX” e entre os principais conferencistas destaca-se o historiador Fernando Rosas, o Coronel Aniceto Afonso e o General Pezarat Correia. Os dois últimos abordarão os temas na primeira pessoa, tendo em conta que ambos viveram bem de perto episódios deste período da história nacional.
Para o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, “a história é uma permanente descoberta de novos factos e novos acontecimentos”. E acrescenta: “com a realização destes Encontros de Outono estamos a promover o debate e o conhecimento da nossa história”.
Com a chancela do Museu Bernardino Machado, o evento promove, valoriza e divulga também o legado histórico e científico de Bernardino Machado, que na sua obra “O Acto Colonial da Ditadura”, de 1930, afirmava que “o problema colonial consiste, como todo o problema social, numa questão de liberdade. A nacionalização das colónias só se faz pela sua íntima cooperação com a metrópole, e não é para ditaduras”. Bernardino Machado foi uma figura marcante da 1.a República e apesar de ter vivido nos séculos XIX e XX, o seu pensamento mantém-se atual.
Os Encontros de Outono arrancam no dia 28, pelas 9h30, com a abertura a cargo do presidente da Câmara Municipal e do coordenador científico do Museu, Norberto Cunha. Segue-se a primeira intervenção a cargo do professor catedrático de História na Academia Militar, António José Telo, que irá abordar “Economia e Império Africano (do último quartel do séc. XIX ao limiar da I República”.
No primeiro dia, os trabalhos ficarão marcados pelo debate dos seguintes temas: “A Questão Colonial no Século XIX”; “Doutrina e Ação: o lugar das colónias e da antropologia na I República”; “A Questão colonial no Parlamento da Primeira República”; “O Estado Novo e a Questão Colonial”; “A Questão Colonial na Política Externa do Estado Novo” e “Constitucionalismo e Império: A Cidadania no Ultramar Português”.
No segundo dia do evento debate-se “Angola, os brancos e a independência durante o Estado Novo”; “A Guerra Colonial (1961-1974) e “O processo da descolonização portuguesa (1974-1975).

quinta-feira, 6 de Novembro de 2014

Mais uma gentileza do Dr. Amadeu Gonçalves, que
abraço cordialmente!
No seu blogue  - dopresente  - clicar aqui dá-nos a conhecer
uma  carta de Afonso Costa para Bernardino Machado
onde comenta a publicação das "Memórias " de Raul
Brandão. Esta carta vem completar a correspondência
trocada entre  António Sérgio e Bernardino Machado,
publicada por Jacinto Baptista no seu trabalho escrito
para a "Revista de  História das Ideias" - volume 5 -de
1983, e que digitalizei para o meu blogue de 17 de
Maio de 2013  -  clicar aqui.








Carta de Afonso Costa a Bernardino Machado de Paris, com a data de 2 de Julho de 1933. O autor informa Bernardino Machado que cada vez menos existem em Paris exilados políticos portugueses e a assistência aos que existem é praticamente nula. Comenta de Raúl Brandão, questionando a atitude da "Seara Nova", a propósito da publicação do livro "Vale de Josafat" o seguinte: "Então esse escritor também atira pedras, lá do túmulo, aos republicanos?" Dá os parabéns a Bernardino Machado pela formatura em Direito do neto Bernardino Machado Vaz.





MBM