segunda-feira, 26 de janeiro de 2015





ONDE SE ENCONTRA O MONUMENTO A JOÃO CHAGAS ?

Monumento a João Chagas do escultor
Costa Mota (Sobrinho)
Fotografia do Portal da Torre do Tombo


JOÃO CHAGAS



Para o meu bom amigo António Valdemar, com um apertado abraço e um repto  -  sabe onde se encontra o monumento a  João Chagas, da autoria do escultor Costa Mota (Sobrinho), executado em 1928, para ser colocado num dos talhões da Avenida da Liberdade?
 
 
 
 
 
 
 
As páginas do Diário de João Chagas dos últimos dias de Janeiro de 1915:
 







 
 
 
 
 
 

domingo, 25 de janeiro de 2015



A LIGA DE PARIS E A DITADURA MILITAR  -  2

 








Américo Limpo de Negrão Buisel
(continuação)





1927













































 

sábado, 24 de janeiro de 2015


A LIGA DE PARIS E A DITADURA MILITAR - 1


Américo Limpo de Negrão Buisel
Lagoa - 8 de Agosto de 1898
Monte Estoril - 15 de Junho de 1943
Capitão de Artilharia
Secretário da Presidência da República - 1926
Licenciado em Direito pela Universidade de Paris
Proprietário do "Colégio Bairro Escolar do Estoril" desde 1935, em sociedade com o João Lopes Soares e com João de Deus Ramos
Exilado em Paris após a revolta militar de Fevereiro de 1927, foi responsável pelo jornal "A Revolta", órgão da Liga de Paris

Diário de Lisboa - 16.06.1943



Para juntar aos dados recolhidos por Oliveira Marques nas suas publicações - "A Liga de Paris e a Ditadura Militar" e "A Unidade da Oposição à Ditadura"






1927

Bernardino Machado após o fracasso da revolta de 3 de Fevereiro de 1927 partiu para Vigo, depois, entre Março e Julho, passou a residir na Corunha, e daqui foi habitar em Cambo-les-Bains, onde esteve até se retirar para Paris em Abril de 1928.


Corunha - 1927
Bernardino Machado tem ao seu lado direito, a contar da esquerda,
as filhas Jerónima e Elzira, Cebreiro e Vilar Ponte.

Bernardino Machado num dos seus passeios, na Corunha (Julho de 1927), 
 acompanhado por suas filhas, Elzira (5ª a contar da esquerda) e Jerónima (8ª),
 e por Álvaro Cebreiro (1º) e Villar Ponte (4º)a
 
 
 

                                  
 

Reproduzimos a correspondência de Américo Buisel trocada com Bernardino Machado e arquivada na Casa Comum (Espólio Família Machado Sá Marques - Fundação Mário Soares) e três números de "A Revolta" (Arquivo da Torre do Tombo, Hemeroteca Digital e Casa Comum)